Cultura

Criador de “Breaking Bad” estará a fazer um filme a partir da série

Ainda não é oficial e não se sabe que desenvolvimentos trará à história de Walter White e companhia, mas Vince Gillian estará a preparar um filme que deverá começar a ser produzido no próximo mês.

A série tinha como protagonista Bryan Cranston, no papel de Walter White, um professor de química que para deixar uma herança aos filhos começa a produzir metanfetaminas

Breaking Bad / AMC

O criador de “Breaking Bad”, Vince Gillian, estará a trabalhar num filme sobre a popular série norte-americana, que contava a história de um professor de química de liceu que, deprimido com o seu trabalho e diagnosticado com cancro, decidiu começar a produzir metanfetaminas para assegurar o futuro económico da mulher e dos filhos. A notícia, que por enquanto ainda não é oficial, foi avançada em primeira mão pela revista norte-americana Hollywood Reporter, tendo sido posteriormente confirmada pela revista Variety e noticiada pelo The Albuquerque Journal.

O filme terá duas horas de duração, segundo confidenciaram “fontes” não identificadas à Hollywood Reporter. Não se sabe, por ora, se o filme será exibido nos cinemas ou se está a criado para alguma produtora de televisão. A série foi exibida no canal AMC, que exibe atualmente a prequela “Better Call Saul”, que acompanha uma das personagens de “Breaking Bad”, o advogado Saul Goodman (que na verdade se chama “Jimmy” McGill e é interpretado pelo ator Bob Odenkirk), num período anterior ao retratado em “Breaking Bad”.

Não se sabe, para já, se o filme será também ele uma prequela à série, isto é, se retratará a vida de algumas personagens de “Breaking Bad” num período anterior ao que é retratado na série. Há também a hipótese de que os acontecimentos do filme se passem num período posterior ao que “Breaking Bad” acompanhou.

O criador da série será o autor do argumento, produtor executivo e possivelmente realizador do filme, segundo referem as mesmas fontes. Mark Johnson e Melissa Bernstein, produtores executivos quer de “Breaking Bad” quer de “Better Call Saul”, também estarão envolvidos no novo filme, que poderá seguir “a fuga de um homem raptado e a sua busca de liberdade”. A produção do filme deverá começar no próximo mês de dezembro, no Novo México (a série, recorde-se, passava na localidade de Albuquerque, a maior cidade do Novo México) e o negócio da evolução de “Breaking Bad” para filme poderá estar avaliado em um pouco menos de 50 milhões de dólares, perto de 43 milhões de euros à taxa de câmbio atual.

Sabe-se, por ora, que há um filme chamado “Greenbrier” que começará a ser filmado em Albuquerque no próximo mês de dezembro. Não se sabe se será o mesmo, mas há relatos de que possa ser um título falso (sem ligação evidente à série, para não levantar suspeitas) ou provisório.

Também não se sabe ainda que atores irão participar no filme e se as personagens principais de “Breaking Bad” — Walter White (Bryan Cranston), Jesse Pinkman (Aaron Paul) e Skyler White (Anna Gunn) — surgirão no novo filme.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: gcorreia@observador.pt
Museus

Preservação do Património Cultural

Bernardo Cabral Meneses

As catástrofes ocorridas no Rio de Janeiro e em Paris deverão servir de exemplo para ser reforçada a segurança contra incêndios nos edifícios e em particular nos museus portugueses.

Sindicatos

Vivam as greves livres

Nuno Cerejeira Namora

Estes movimentos têm de ser encarados como o sintoma de um mal maior: a falência do sindicalismo tradicional e a sua incapacidade de dar resposta às legítimas aspirações dos seus filiados.

Sri Lanka

Ataque terrorista à geografia humana de Portugal

Vitório Rosário Cardoso

É quase indissociável desde o século XVI na Ásia marítima a questão de se ser católico e de se ser Português porque afirmando-se católico no Oriente era o mesmo que dizer ser-se Português. 

Museus

Preservação do Património Cultural

Bernardo Cabral Meneses

As catástrofes ocorridas no Rio de Janeiro e em Paris deverão servir de exemplo para ser reforçada a segurança contra incêndios nos edifícios e em particular nos museus portugueses.

Liberdades

Graus de liberdade /premium

Teresa Espassandim

Ninguém poderá afirmar que é inteiramente livre, que pouco ou nada o condiciona, como se a liberdade significasse tão só e apenas a ausência de submissão e de servidão.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)