O vídeo começou a ser partilhado este fim de semana e rapidamente superou as 20 mil visualizações. Geralmente as partilhas eram acompanhadas de um comentário a elogiar a preocupação de um urso (mãe) com a sua cria, que caía por uma ravina cheia de neve por não ter força para acompanhar a caminhada materna. Acontece que, aquilo que parecia uma história de superação é afinal uma história de interferência humana na natureza animal, neste caso através de um drone.

No vídeo, que começou por ser partilhado pela canadiana Ziya Tong, que é apresentadora do programa Daily Planet do Discovery Channel, veem-se as imagens da mãe urso e a respetiva cria a caminharem na neve, sendo que a mãe escorra uns metros, agarra-se e consegue trepar. O mesmo não acontece com o bebé, que, com menos força, vai escorregando na neve, tentando voltar a subir sob o olhar encorajador da mãe.

Acontece que aquilo que parece uma história de superação, tem afinal interferência humana. É o drone que está a filmar as imagens que distrai a mãe urso, que se sente ameaçada pelo aparelho e, no instinto de proteger a cria, sai da rota e adota movimentos mais bruscos.

A explicação sobre o poder que o drone teve na atitude do urso é descrita no El Español através de um conjunto de tweets onde o utilizador, chamado Dr. Bioblogo, procura demonstrar por a mais b que o motivo para o urso bebé ter ficado aflito não foi outro senão o drone que ali estava a circular para captar imagens dos animais.