Brasil

Bolsonaro escolhe mulher para a pasta da Agricultura. “Se for competente e for mulher, não há problema”, diz braço direito do presidente

224

Tereza Cristina, dos Democratas de Mato Grosso, vai assumir o Ministério da Agricultura de Jair Bolsonaro. "Se for competente e for mulher, não há problema", diz o braço direito do presidente eleito.

A deputada é presidente da Federação Parlamentar Agropecuária

Bruno Poletti/Folhapress

A deputada Tereza Cristina, presidente da Federação Parlamentar Agropecuária, foi a escolhida para assumir a pasta do Ministério da Agricultura do Governo de Jair Bolsonaro. A escolha da representante dos Democratas do Estado de Mato Grosso (DEM-MS) para assumir o ministério surgiu horas depois de terem sido feitas várias críticas ao facto de a equipa de transição de Bolsonaro ser composta apenas por homens – e de ter sido declarado algum receio de que essa mesma premissa se repita no Planalto.

A escolha de Tereza Cristina para o cargo é, para já, o incumprimento de uma das promessas de campanha de Jair Bolsonaro. O presidente eleito tinha anunciado que iria fundir os ministérios da Agricultura e do Ambiente, decisão que mereceu muitas críticas por parte da oposição. A nomeação da primeira mulher do Governo de Bolsonaro acontece após grande pressão do setor rural e foi orquestrada por Onyx Lorenzoni, futuro ministro da Casa Civil, que conseguiu derrubar a indicação pessoal do presidente eleito e fazer prevalecer a força da Federação Parlamentar Agropecuária e da Confederação Nacional da Agricultura.

O general Augusto Heleno Ribeiro, chefe do Gabinete de Segurança Institucional e braço direito de Bolsonaro, anunciou o nome da deputada e referiu ainda que “é lógico que foi considerada a competência dela e o lado político”. “Quer maior novidade? Uma mulher num ministério, e Ministério da Agricultura, que é fundamental, um sustentáculo do PIB? Se for competente e for mulher, não tem problema nenhum. Não pesou o facto de ser mulher. É o que ele [Bolsonaro] disse desde o início: se for competente e for mulher, tudo bem, não tem problema nenhum”, acrescentou Heleno Ribeiro.

A frase do general está a provocar muitas críticas por parte da oposição e da comunicação social brasileira, que se apressou a recordar uma frase histórica e semelhante à do braço direito de Jair Bolsonaro. Em 1989, o empresário Mario Amato, que à altura era presidente da Federação das Indústrias de São Paulo, disse que a então ministra do Trabalho, Dorothea Werneck, era “inteligente, apesar de ser mulher”.

Na conferência de imprensa em que anunciou o nome de Tereza Cristina, Augusto Heleno Ribeiro recusou ainda dar pormenores sobre o renovado perfil que irá ter o ministério do Ambiente sob a governação de Bolsonaro e ironizou a pergunta, questionando: “Vai ser vegano? Eu sei lá”.

Já sobre as competências da nova ministra da Agricultura, e depois de notícias que davam conta de que Tereza Cristina iria ter a responsabilidade de avaliar o nome escolhido para o ministério do Ambiente, o general negou qualquer acordo nesse sentido. “Não ouvi essa palavra [avaliar]”, atirou Augusto Heleno Ribeiro.

Até esta quarta-feira, Jair Bolsonaro estava a ponderar a hipótese de nomear o presidente da União Democrática Ruralista, Luís António Nabhan, o seu braço direito no setor durante toda a campanha presidencial. O agora presidente eleito chegou mesmo a anunciar o nome de Nabhan como novo ministro da Agricultura num evento em Rio Grande do Sul e garantiu que não iria seguir um critério político na escolha da pessoa para o cargo, deixando entender que não nomearia ninguém com representação parlamentar.

Ao Estadão, Luís António Nabhan reconhece que a situação “cria um pouco de constrangimento” mas garante que continuará a apoiar o Governo de Jair Bolsonaro.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mfernandes@observador.pt
Religião

O Dia Mundial da Religião

Donizete Rodrigues

O Dia Mundial da Religião é um momento ecuménico para promover a convivência, o interconhecimento e o diálogo inter-religioso, buscando um futuro livre de preconceito, discriminação e intolerância.

PSD

Ao centro, o PSD não ganhará eleições /premium

João Marques de Almeida

Rio, que não perde uma ocasião para evocar Sá Carneiro, não aprendeu a sua principal lição: o PSD só chega ao poder quando lidera uma alternativa aos socialistas. Não basta esperar pelo fracasso do PS

Futebol

Sobre o futuro próximo de José Mourinho

António Bento

No frio e previsivelmente longo Inverno de 2018-2019 a pele de José Mourinho não é boa de se vestir, como se vê por uma parte significativa das suas declarações à imprensa desde que foi despedido.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)