GNR

GNR desmantela plataforma de apostas online ilegal que rendia 80 milhões por ano

A GNR investigou uma rede de apostas online ilegal, durante um ano, na qual estavam envolvidas mais de cem pessoas, das quais 20 foram detidas. O negócio rendeu 80 milhões em 2017.

AFP/Getty Images

A investigação da Unidade de Ação Fiscal da Guarda Nacional Republicana que desmantelou a plataforma de apostas online ilegais, conhecida por Shadow Game, foi a maior de sempre, no âmbito do combate contra o jogo ilegal, em Portugal. Dela resultaram 20 detenções, numa organização que operava em vários países (Luxemburgo, Suíça, França, Bélgica, Brasil e Moçambique), levando ao fim de um negócio que rendeu 80 milhões de euros em 2017.

O DN avança que a investigação durou aproximadamente um ano e que houve um total de 146 buscas, domiciliárias e não domiciliárias, que aconteceram na passada terça-feira, dia 6 de novembro. Os resultados finais da investigação, que incluem as ações realizadas no decorrer desta semana, vão ser conhecidos sexta-feira, tal como anunciou a GNR em comunicado.

Dezanove dos vinte detidos vão ser presentes ao Juiz de Instrução Criminal de Setúbal e o vigésimo membro, que foi detido no Luxemburgo, será ouvido por um juiz luxemburguês.

Segundo o CM, no topo desta organização criminosa encontrava-se o advogado José Figueiredo que garantia a proteção jurídica do extenso grupo, constituído por mais de 100 pessoas, ao dar um caráter legal por operar a partir dos seus escritórios em Vila Nova de Gaia.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
PSD

Quando o Papa não é católico /premium

Rui Ramos

Para o PSD, a exclusão do PCP e do BE é a grande prioridade nacional. Mas para isso, é indiferente votar PSD ou PS. Como explicaram os quadros do BCP, uma maioria absoluta do PS também serve.

Corrupção

O caso da OCDE e a corrupção /premium

Helena Garrido

O que se passou com a OCDE foi grave. O responsável pelo estudo foi impedido de estar presente na apresentação. E uma conferência da Ordem dos Economistas foi cancelada. Aconteceu em Portugal.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)