Peter Gouldstone, 98 anos, veterano da Segunda Guerra Mundial, corre perigo de vida depois de ter sido atacado em casa. As autoridades inglesas afirmam que o incidente ocorreu no seguimento de um assalto à casa de Gouldstone, no dia 5 de novembro, tendo sido esmurrado e arrastado pela chão de casa, acabando por sofrer dois derrames cerebrais.

O The Telegraph avança que os familiares da vítima foram alertados por vizinhos. As autoridades inglesas chegaram ao local 20 horas depois da ocorrência.

Ele estava obviamente magoado e gemia um pouco, mas estava consciente e respirava” disse Simon Gouldstone, filho do veterano.

“Eu já o vi no hospital. Estava sedado, daí não ter comunicado. Penso que o meu pai se encontra estável, mas ainda vai demorar alguns dias até percebermos qual vai ser o resultado desta situação lamentável”, afirmou.

Recentemente, em entrevista ao The Telegraph, o presidente da câmara de Londres, Sadiq Khan, afirmou que “a ocorrência de crimes violentos pode estar relacionada com pobreza, alienação social, problemas de saúde mental e faltas de oportunidade”, e que “só se irão ver melhorias numa perspetiva de longo prazo”, uma vez que a criminalidade tem vindo a aumentar exponencialmente na capital inglesa.

Ao todo esta semana ocorreram cinco mortes que resultaram de crimes violentos na área metropolitana de Londres. Os dados mais recentes das autoridades inglesas, apontam para um aumento da taxa de criminalidade na ordem dos 118% este ano, relativamente ao período homólogo de 2017.

(Zonas de risco de homicídio na área metropolitana de Londres em 2017/2018) — Fonte: Polícia Metropolitana de Londres