Futebol

Selecionador italiano de futebol convoca três estreantes para jogo com Portugal

Os médios Sensi e Tonali e o avançado Grifo foram convocados pela primeira vez para a seleção italiana de futebol, para o jogo com Portugal, da Liga das Nações, e o particular com os Estados Unidos.

Andrzej Grygiel/EPA

Os médios Sensi e Tonali e o avançado Grifo foram esta sexta-feira convocados pela primeira vez para a seleção italiana de futebol, para o jogo com Portugal, da Liga das Nações, e o particular com os Estados Unidos.

O selecionador italiano, Roberto Mancini, convocou 27 jogadores para o encontro com a equipa lusa, líder isolada do Grupo 3 da prova, que se vai disputar em 17 de novembro, no estádio Giuseppe Meazza, em Milão, com início às 19h45 horas (em Lisboa).

A Juventus, heptacampeã italiana e líder destacada da Série A, é o clube mais representado entre os eleitos de Mancini, tendo ainda ‘colocado’ o defesa João Cancelo na convocatória da seleção portuguesa, da qual continua ausente o avançado Cristiano Ronaldo, a maior referência da equipa de Turim.

Portugal, que 10 de setembro venceu a Itália por 1-0, no Estádio da Luz, em Lisboa, lidera o Grupo 3 da Liga das Nações A, com seis pontos, mais dois do que a seleção transalpina e mais cinco do que a lanterna-vermelha Polónia, já eliminada.

A equipa orientada por Fernando Santos precisa apenas de conquistar um empate em Milão para se qualificar para a ‘final four’ — que deverá organizar, em junho de 2019 -, mas mesmo uma derrota poderá ser retificada três dias mais tarde, em 20 de novembro, quando receber a Polónia, em Guimarães.

Depois de disputar a última partida na nova competição de seleções da UEFA frente à equipa das ‘quinas’, a seleção italiana defronta a congénere dos Estados Unidos, em 20 de novembro, em jogo particular na cidade belga de Genk.

Lista dos 27 convocados:

  • Guarda-redes: Alessio Cragno (Cagliari), Gianluigi Donnarumma (AC Milan) e Sirigu (Torino).
  • Defesas: Biraghi (Fiorentina), Bonucci (Juventus), Chiellini (Juventus), De Sciglio (Juventus), Emerson (Chelsea, Ing), Florenzi (Roma), Romagnoli (AC Milan) e Rugani (Juventus).
  • Médios: Barella (Cagliari), Gagliardini (Inter Milão), Jorginho (Chelsea, Ing), Pellegrini (AS Roma), Stefano Sensi (Sassuolo), Tonali (Brescia) e Verratti (Paris Saint-Germain, Fra).
  • Avançados: Berardi (Sassuolo), Bernardeschi (Juventus), Chiesa (Fiorentina), Grifo (Hoffenheim, Ale), Immobile (Lazio), Insigne (Nápoles), Kévin Lasagna (Udinese), Pavoletti (Cagliari) e Politano (Inter Milão).
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Crónica

As aventuras da coerência /premium

Paulo Tunhas

Até certa altura pensei que a chamada “esquerda” era depositária da tradição de liberdade e garantia da democracia. Mas uma observação das suas reacções políticas mostra algo diferente e inquietante.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)