Somália

Sobe para 20 o número de mortos em ataque com carros-bomba na capital da Somália

A explosão de quatro carros-bomba junto a um hotel na capital da Somália matou pelo menos 20 pessoas e feriu outras 17, de acordo com os últimos números divulgados pelas forças de segurança.

SAID YUSUF WARSAME/EPA

Autor
  • Agência Lusa

A explosão de quatro carros-bomba junto a um hotel na capital da Somália, Mogadíscio, matou esta sexta-feira pelo menos 20 pessoas e feriu outras 17, de acordo com os últimos números divulgados pelas forças de segurança somali.

Depois de três explosões em frente ao hotel, um quarto veículo foi detonado, atingindo os serviços de socorro que auxiliavam as vítimas.

As bombas rebentaram parte de uma parede do hotel Sahafi, localizado na periferia do departamento de investigação criminal da Polícia da Somália, segundo o capitão Mohamed Hussei.

Os danos das explosões, nomeadamente a do rebentamento de um carro-bomba junto de um miniautocarro, estão a dificultar a identificação de algumas das vítimas.

As forças somalis abateram quatro atiradores que se preparavam para invadir o hotel através de um buraco provocado pela explosão, acrescentou Hussei, citado pela Associated Press.

“Embora tenham falhado no acesso ao hotel, as explosões no exterior mataram muita gente”, afirmou o responsável.

“A rua estava repleta de gente e carros, os corpos estavam por todo o lado”, disse Hussein Nur, funcionário de uma loja, que sofreu ferimentos numa mão devido aos estilhaços, e que acrescentou que “os tiros mataram várias pessoas, também”.

O grupo extremista rebelde somali Al-Shebab reivindicou o ataque, de acordo com a estação de rádio do grupo, a Adalus.

Entre os mortos está o gerente do hotel Sahafi, encarregue do estabelecimento desde a morte do seu pai, em 2015, num outro ataque conduzido pelo mesmo grupo, disse o capitão Mohamed Hussei.

Três carros-bomba de extremistas islâmicos explodiram frente a hotel

Três carros-bomba de extremistas islâmicos explodiram em frente a um hotel em Mogadíscio, capital da Somália, provocando pelo menos dez mortos e 15 feridos, anunciou esta sexta-feira fonte policial.

Segundo o capitão Mohamed Hussein, as explosões parecem ter sido causadas por suicidas, que fizeram explodir as viaturas perto do perímetro de entrada do Hotel Sahafi, que fica próximo do departamento de investigações criminais da polícia somali.

Mohamed Hussein referiu ainda que pode haver baixas significativas nas explosões. Testemunhas disseram que há vários corpos na rua.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)