Moçambique

Inaugurada em Maputo a maior ponte suspensa de África

170

O Presidente da República de Moçambique, Filipe Nyusi, inaugura este sábado a ponte Maputo-Katembe, a primeira ponte sobre a baía da capital moçambicana e a maior travessia suspensa de África.

ANTÓNIO SILVA/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O Presidente da República de Moçambique, Filipe Nyusi, inaugura este sábado a ponte Maputo – Katembe, a primeira ponte sobre a baía da capital moçambicana e maior travessia suspensa de África.

O programa da cerimónia, no dia do feriado municipal de Maputo, prolonga-se por toda a manhã e conta com transmissão em direto pelas televisões moçambicanas.

A ponte foi financiada e construída pela China, um empreendimento “chave na mão” que arrancou há quatro anos com um valor base de 785 milhões de dólares que Moçambique começa a pagar a partir de 2019.

O investimento incluiu a construção de 200 quilómetros de estradas, tais como a via circular à capital e a ligação à Ponta do Ouro, junto à fronteira com a África do Sul (incluindo outras cinco pontes mais pequenas).

A ponte Maputo-Katembe tem um tabuleiro suspenso de 700 metros e duas rampas com pouco mais de um quilómetro cada, atravessando a baía a 60 metros de altura da água – suficiente para sob ela navegarem os cargueiros que passam pelo porto de Maputo.

A portagem da ponte Maputo-Katembe para a maioria dos veículos ligeiros (classe 1) vai custar 160 meticais (2,30 euros), valor significativo para o bolso da maioria dos moçambicanos, mas os furgões de transporte coletivo (chamados ‘chapas’), autocarros e tratores vão ter um desconto de 75% e pagar 40 meticais (cerca de 60 cêntimos de euro).

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)