Rádio Observador

MotoGP

Mau tempo em Valência deixou Miguel Oliveira “sem referências”

O piloto Miguel Oliveira confessou que a chuva "atrapalhou os planos de toda a gente", mas garante que pretende "lutar pela vitória". Valência foi palco da última prova do Mundial de Moto2.

DAVID CROSLING/EPA

Autor
  • Agência Lusa

Miguel Oliveira confessou esta quinta-feira que a chuva que tem caído em Valência, palco, no domingo, da última prova do Mundial de Moto2, “atrapalhou os planos de toda a gente”, mas garante que, “sem pressão”, pretende “lutar pela vitória”.

Em declarações à agência Lusa, o piloto português admitiu que gostava de ter uma despedida da categoria intermédia “com o piso seco”, pois “seria bem mais divertido”, mas avançou que, ainda assim, quer “desfrutar da corrida”. “A chuva veio atrapalhar os planos de toda a gente. Parece que o fim de semana vai estar igual todos os dias. Mas, pelo menos assim, teremos tempo de nos adaptarmos a estas condições”, sublinhou o piloto da Red Bull KTM Ajo.

A água tem caído quase sem parar no paddock, interrompendo mesmo algumas das conferências de imprensa que os pilotos vão dando ao longo do dia, devido a constantes quebras de energia elétrica. Este ano foram poucos os grandes prémios em que a chuva se fez sentir, mas a quantidade de água no asfalto levou mesmo ao cancelamento da prova de Silverstone, na Grã-Bretanha.

“Tivemos poucas ocasiões ao longo da época para andar em piso molhado. Em Valência, ainda menos, pois a última corrida molhada aqui foi em 2012. Vamos ter de reconstruir todas as nossas referências na sexta-feira”, explicou o piloto de 23 anos.

Na prova de 2012, que disputou na categoria de Moto3, com uma Suter Honda da Estrella Galicia 0.0, Miguel Oliveira desistiu devido a uma queda na nona volta. No entanto, em 2015, na mesma categoria de Moto3, e em 2017, já em Moto2, fez soar a Portuguesa, graças às vitórias conseguidas neste GP da Comunidade Valenciana.

Os treinos livres disputam-se na sexta-feira, com duas sessões para cada uma das três categorias do Mundial de Velocidade, sendo que o piloto português entra em ação a partir das 09h55 horas locais (08h55 em Lisboa).

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)