A Opel continua a sua operação de mudança, tentando cortar tão rapidamente quanto possível com todos os laços do passado com os americanos da General Motors (GM), os antigos proprietários, passando a explorar na íntegra todo o potencial dos novos donos, o grupo francês PSA. É nessa medida que se insere a descontinuação em 2019 de modelos como o Karl, produzido na Coreia do Sul pela Daewoo, do grupo GM, já que a justificação da paragem do Cascada e Adam se ficam a dever à reduzida procura.

Uma das primeiras novidades a ser revelada será o Corsa, já com base numa plataforma PSA, a mesma que vai ser utilizada também no próximo Peugeot 208, já com a possibilidade de originar uma versão 100% eléctrica. E para juntar a acção à palavra, a Opel deverá apresentar o novo Corsa em 2019, para poucos meses depois introduzir o eCorsa, a tal versão eléctrica de que falámos acima.

Novo vai ser igualmente o Grandland X híbrido plug-in (PHEV), que será o primeiro modelo do género da marca germânica. Num veículo que já herda a plataforma do Peugeot 3008, a solução híbrida não deverá diferir muito da versão 3008 Hybrid4, que associa o motor 1.6 sobrealimentado a gasolina com uma unidade eléctrica.

De acordo com o CEO, Michael Lohscheller, além de mais dois novos modelos, “mais quatro PHEV serão lançados em 2020”, rumo à promessa que, em 2024, todos os modelos da marca alemã terão uma versão 100% eléctrica ou PHEV.