Um comboio descarrilou esta terça-feira quando fazia a viagem entre as cidades de Terrassa e Manresa, na Catalunha, fazendo pelo menos um morto e 44 feridos, três dos quais em estado grave, anunciaram esta terça-feira as autoridades catalãs. O descarrilamento deve-se a um deslizamento de terras, de acordo com a empresa, que confirmou o incidente numa publicação na rede social Twitter. As autoridades já retiraram todos os passageiros que seguiam no interior do comboio.

O comboio pertencia à Rodalies de Catalunya, o serviço ferroviário explorado daRenfe Operadora que liga a cidade de Barcelona à área metropolitana da cidade e às principais povoações da Catalunha. O veículo utilizava as ferrovias do Adif e circulava na linha R4 quando, às 06h15 de esta terça-feira, descarrilou com 150 pessoas a bordo na região de Manresa-Sant Vicenç de Calders, entre as estações de Vacarisses e Vacarisses-Torreblanca, a uma hora de Barcelona.

O comboio era composto por seis carruagens, as últimas duas das quais caíram num declive à conta de um aluimento de terras. As operações de resgate e evacuação mobilizaram 14 corporações de bombeiros, 11 âmbulâncias do  Sistema de Emergencias de la Generalitat — o equivalente ao INEM em Portugal — e sete patrulhas da polícia da Catalunha.  Entretanto, as ambulâncias já levaram dois feridos para o hospital Parc Taulí de Sabadell; quatro vítimas (três leves e um grave) para o hospital universitário Mútua de Terrassa; um ferido grave para a Fundação Althaia de Manresa; um ferido leve para o Centro de Urgências de Atenção Primário; e outras três vítimas leves para a CUAP Sant Félix.

Todos os outros passageiros foram levados em autocarros para a estação em Terrassa ou para o pavilhão desportivo de Vacarrisses  para receberem ajuda psicológica. O tráfego de comboios foi interrompido entre as estações de Terrassa e Manresa. Além disso, o tempo de atraso nos comboios que circulam entre as restantes estações podem ultrapassar os 30 minutos. A estrada C-58 tambem foi cortada a partir do quilómetros 31 e todo o trânsito está a ser desviado para a C-16.