O vice-presidente da FIFA Sundra Rajoo está suspenso do cargo, depois de ter sido detido no seu país por alegada corrupção, anunciu em comunicado o presidente da Comissão de Ética da FIFA, o grego Vassilios Skouris.

Rajoo foi detido em Kuala Lumpur pela Comissão da Combate à Corrupção da Malásia, ainda no aeroporto, quando regressava de Zurique, na Suíça, onde esteve em reuniões na FIFA, mas já foi, entretanto, libertado.

Por decisão de Skouris, o dirigente malaio deixou “imediatamente de participar de forma ativa” na Comissão de Ética do organismo que rege o futebol mundial, até “que a investigação esteja concluída”.

A detenção já levou Sundra Rajoo a demitir-se do cargo de diretor do Centro de Arbitragem Internacional da Ásia.