A BMW não se poupa a esforços para demonstrar como o seu novo X5 é uma proposta convincente para andar em estrada e… fora dela. Para deixar bem claro que o seu novo SUV tem tudo para ser considerado uma referência, quer em condução desportiva quer em todo-o-terreno, a marca bávara meteu-se numa carga de trabalhos. Mas pela positiva.

Durante duas semanas, uma equipa de mais 50 pessoas esteve “entretida” a retirar areia do… deserto do Sahara. Uma tarefa ciclópica, que totalizou a retirada de 3.500 metros cúbicos de areia, com o objectivo de recriar naquelas paragens o circuito de Monza – tão só o mais veloz traçado europeu, onde é posta à prova mais a mecânica do que propriamente a habilidade dos pilotos, pois as rectas são longas e as curvas não requerem grande engenho.

Oficial. Mais tecnológico que nunca, eis o novo X5

Nestas circunstâncias, trocando apenas o asfalto por areia, que tal se comporta o grande rival de modelos como o Mercedes GLE, Volvo XC90, Audi Q7 ou Volkswagen Touareg? Para a quarta geração do seu SUV de luxo, o construtor de Munique investiu numa melhoria das aptidões no fora de estrada – e o resultado está literalmente à vista. Basta fazer play.