Rádio Observador

Ikea

IKEA vai cortar 7.500 postos de trabalho a nível mundial

A multinacional sueca IKEA anunciou que vai reduzir 7.500 postos de trabalho a nível nacional. Ainda assim, Ingka Group, grupo detentor de 90% das vendas da IKEA, irá criar 11.500 novos postos.

ANDERS WIKLUND/EPA

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

A IKEA anunciou esta quarta-feira que vai cortar cerca de 7.500 postos de trabalho a nível mundial no grupo nos próximos anos, no âmbito de um processo de transformação da cadeia de mobiliário e decoração sueca.

A Ingka Group, sociedade que concentra 90% das vendas da IKEA, irá criar ao mesmo tempo no grupo 11.500 novos postos de trabalho, um plano que inclui novas lojas, investimentos na digitalização e um aumento da capacidade.

“Vamos introduzir uma nova organização, mais adaptada para satisfazer os nossos clientes. Para a tornar possível, necessitamos de melhorar a nossa forma de trabalhar, dirigir e organizar”, refere em comunicado o diretor da IKEA Suécia.

A cadeia sueca referiu que nem todos os países serão afetados da mesma forma.

A IKEA emprega cerca de 160 mil empregados em 30 mercados. Em Portugal, tem cinco lojas (Alfragide, Braga, Loures, Matosinhos e Loulé) e 2.500 trabalhadores.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)