Festivais de Cinema

Arranca esta sexta-feira o festival Caminhos do Cinema com 74 horas de programação

Esta é a 24ª edição do festival Caminhos do Cinema e vai contar com 26 longas-metragens, 110 curtas, 17 documentários e 21 animações, num total de 74 horas, cinco minutos de "novos caminhos".

JOSE COELHO/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O festival Caminhos do Cinema arranca esta sexta-feira, com um simpósio em São João da Madeira, e prossegue no sábado, em Coimbra, onde vão ser exibidas 74 horas de filmes até 1 de dezembro, num evento focado na produção nacional.

Os Caminhos do Cinema começam  esta sexta-feira com a realização do simpósio “Fusões no Cinema”, em São João da Madeira, enquanto que no sábado se inicia a competição da seleção principal do festival no Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV), em Coimbra.

Na sua 24.ª edição, o festival dedicado ao cinema português vai contar com 26 longas-metragens, 110 curtas, 17 documentários e 21 animações, num total de 74 horas, cinco minutos e 55 segundos de “novos caminhos”, revelou o festival.

A Seleção Caminhos vai ter exibições no TAGV às 15:00, 17:30 e 21:45, sendo que a Seleção Ensaios (destinada a obras produzidas em contexto académico) é exibida no cinema do Alma Shopping, assim como alguns filmes da secção competitiva principal, que são ali repostos. O mini auditório Salgado Zenha acolhe a secção Caminhos Mundiais e Outros Olhares (secção para filmes de carácter ensaístico e experimental).

A estreia nacional de “Até que o porno nos separe”, de Jorge Pelicano, a primeira longa-metragem de Leonor Teles, “Terra Franca”, o “O Canto do Ossobó”, de Silas Tiny, o policial “Cabaret Maxime”, de Bruno de Almeida, ou a adaptação de João Botelho do livro “Peregrinação”, de Fernão Mendes Pinto são algumas das propostas do Caminhos para a secção principal.

O festival termina a 01 de dezembro, com a cerimónia de entrega dos prémios nas diferentes categorias e secções competitivas.

O bilhete simples custa entre três e quatro euros, o bilhete para dez sessões entre 15 e 20 euros e o passe de livre-trânsito entre 25 a 30 euros.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Descobrimentos

Uma lança em África /premium

P. Gonçalo Portocarrero de Almada
213

Neste tempo, em que muitos se orgulham do que os deveria envergonhar, também há quem se envergonhe das glórias da história de Portugal.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)