Um sismo de magnitude 6,3 na escala de Richter que este domingo abalou o noroeste do Irão, perto da fronteira com o Iraque, provocou pelo menos 170 feridos, informaram as autoridades.

O terramoto, com o epicentro próximo da cidade de Sarpol-e Zahab, a cerca de 650 quilómetros de Teerão, foi registado às 16h37 TMG (mesma hora em Lisboa), numa zona onde um outro sismo no ano passado matou mais de 600 pessoas e causou mais de quatro mil feridos, muitos dos quais ainda se encontram desalojadas.

Morteza Salimi, do Crescente Vermelho Iraniano, disse à televisão estatal iraniana que 171 pessoas ficaram feridas, a maioria delas ligeiramente. O governador provincial de Kermanshah, Houshang Bazvand, também afirmou que houve feridos, mas que poucas pessoas foram hospitalizadas.

As autoridades anunciaram que seis equipas de resgate foram imediatamente enviadas para o local após o terramoto e que o Exército do país e a sua Guarda Revolucionária paramilitar estavam a responder às solicitações.

Estas fontes relataram danos em edifícios, tanto na cidade de Sarpol-e Zahab como na Kermanshah rural, bem como em algumas estradas da região. O sismo também derrubou linhas de energia e provocou cortes de eletricidade, numa altura em que as temperaturas eram de cerca oito graus Celsius.