António Guterres

Guterres alerta líderes do G20 para necessidade de uma “globalização justa”

139

António Guterres, que vai participar na cimeira do G20, em Buenos Aires, diz que "os abandonados pela globalização estão a perder a confiança nos governos e nas instituições".

YOAN VALAT/POOL/EPA

Autor
  • Agência Lusa

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, afirmou esta quarta-feira que vai pedir aos líderes na cimeira do G20 que avancem com uma “globalização justa”, defendendo medidas mais ambiciosas contra as alterações climáticas.

António Guterres, que parte esta quarta-feira para Buenos Aires, na Argentina, para participar na cimeira, que decorre na sexta-feira e no sábado, alertou que o mundo enfrenta uma “crise de confiança”.

“Os abandonados pela globalização estão a perder a confiança nos governos e nas instituições. A desigualdade é generalizada e crescente, as disputas comerciais estão a aumentar e a corrente de tensões geopolíticas estão a colocar mais pressão na economia global”, disse.

De acordo com secretário-geral das Nações Unidas, os países devem trabalhar juntos para responder a estes problemas e promover uma “globalização justa”, utilizando os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável acordados em 2015 como base.

Ao mesmo tempo, Guterres enfatizou a necessidade de se atuar para evitar um grande desastre climático.

“Alguns dizem que não se pode lutar contra as alterações climáticas e ter uma boa economia, eu discordo, na verdade, é o oposto”, declarou.

Guterres sublinhou que os custos de não agir em face do aquecimento global serão muito maiores do que os investimentos necessários para reduzir as emissões de gases com efeito estufa e promover um crescimento mais ecológico.

Questionado sobre a posição do Presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, que retirou o seu país do Acordo de Paris e reiterou que não acredita nas alterações climáticas, o secretário-geral das Nações Unidas disse ser necessário “olhar para além das ações dos governos”.

“Nós vemos uma reação muito importante da sociedade civil, das empresas, das cidades, e eu acho que é perfeitamente possível que os Estados Unidos cumpram os compromissos do Acordo de Paris”, salientou.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)