Entretenimento

A música antecipa a chegada do Natal no Pestana Palace Lisboa

Os clássicos natalícios estão garantidos na tarde deste domingo, no Concerto de Natal deste cinco estrelas lisboeta. Uma arranque de celebrações festivas com missão nobre: ajudar a Casa dos Rapazes.

Diz a sabedoria popular que as coisas boas aparecem aos pares. A cada dezembro, o Natal e a música estreitam a sua ligação e são o maior exemplo dessa premissa. Ciente desta sinergia, o Pestana Palace Lisboa antecipa a chegada do Natal e arranca as celebrações festivas com um concerto que promete colocar todos a cantarolar os refrões mais populares desta altura do ano, já neste domingo, dia 2.

A Capela do hotel cinco estrelas que se tem mantido como uma marca de referência nas últimas décadas será o palco para o leque dos temas de Natal que serão cantados, a partir das 17h30, por Sofia Hoffmann. Uma tarde que garante clássicos natalícios, e surpresas, conta a fundadora do projeto The Music Stylist, que personaliza playlists e concertos pensados à medida de cada ocasião ou marca. «A plateia vai poder experienciar o Natal de uma forma diferente. Aqui, numa lindíssima capela, acolhedora, com boa acústica, perfeita para sentir as músicas e as pausas nas mesmas», diz a cantora, que será acompanhada nas teclas pelo pianista Pedro Polónio.

A dar corpo e forma ao concerto de Natal do Pestana Palace Lisboa estarão temas em inglês, alemão e, claro está, português. Hoffmann não desvenda a ponta do véu, mas ressalva: «Todos vão conhecer estas canções, que são as típicas christmas carols, e conseguir cantá-los comigo». Até porque se trata de um espetáculo que ultrapassa um bom serão de tarde. Metade da receita dos bilhetes, que podem ser comprados no local a um preço de 20 euros, reverte a favor da associação Casa dos Rapazes, que acolhe jovens retirados às famílias por ordem judicial.

Uma missão nobre. «A marca Pestana tem mostrado que gosta de ajudar os outros neste tipo de iniciativas», adianta a cantora, que olha para o Pestana Palace Lisboa como «um hotel de referência em Lisboa, num dos palácios mais icónicos da cidade», diz.

Depois do concerto de piano, as festividades prosseguem no bar, ao ritmo de uma bebida quente ou de um cocktail de autor, por exemplo, e ao som da música descontraída da DJ Lulu, até às 20h00. Mas até ao final do ano há motivos para celebrar no Pestana Palace Lisboa. Quer seja com o seu já famoso e iluminado pinheiro centenário, situado à entrada do Palácio, ou através dos menus de Natal preparados de propósito para esta época e pensados nos momentos felizes passados em família

A 24 de dezembro, o jantar de consoada no Restaurante Valle-Flôr assenta num menu de degustação, onde o tradicional bacalhau «cozido com todos» é rei e senhor, para além do peru recheado e de uma vasta seleção de doçaria típica da época, queijos portugueses, compotas caseiras e frutas frescas. Uma viagem gastronómica a 95 euros por pessoa, sem bebidas. Poucas horas depois, no almoço de dia 25 de dezembro, o menu do restaurante do Pestana Palace Lisboa apresenta-se em formato buffet, a 65 euros sem bebidas. Para além de sopas, entradas, queijos e saladas, o bacalhau volta a dar ares de sua graça, agora à lagareiro, ao qual se juntam o borrego assado e perna de porco preto assado.

Felicidade à mesa está garantida, assim como a música ambiente alusiva ao Natal. Um binómio indissociável. «O papel da música é despoletar emoções através das letras, das melodias. E é da procura dessas emoções, desses momentos, dessa felicidade que também se faz o Natal. Não é por acaso que muitas famílias cantam e tocam nas suas salas na noite de consoada. E nem é preciso ser-se profissional», explica Sofia Hoffmann. Para não se esperar até à consoada, ou para ir já afinando a voz, as cantorias natalícias arrancam já este domingo à tarde no Pestana Palace Lisboa.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Conteúdo produzido pelo Observador Lab. Para saber mais, clique aqui.
Partilhe
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: obslab@observador.pt
Civilização

A evidência é desprezada?

António Cruz Gomes

Ainda que nascidos transitórios – para viver no mundo, com o mundo e pelo mundo – fomos indelevelmente marcados por uma aspiração transcendental.

Crónica

Partir A. Ventura /premium

José Diogo Quintela

Ventura quer mudar o sistema por dentro. É uma espécie de supositório humano: faz-se introduzir no organismo para depois exercer a sua influência. Ei-lo metade glicerina, metade convicção ideológica.

Civilização

A evidência é desprezada?

António Cruz Gomes

Ainda que nascidos transitórios – para viver no mundo, com o mundo e pelo mundo – fomos indelevelmente marcados por uma aspiração transcendental.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)