Alemanha

CDU escolhe esta sexta em congresso sucessor de Angela Merkel

Os delegados ao congresso da União Democrata Cristã (CDU) escolhem esta sexta-feira, em Hamburgo, o sucessor de Angela Merkel para liderar o partido. Há dois candidatos num total de 12.

TIMM SCHAMBERGER/EPA

Autor
  • Agência Lusa

Os delegados ao congresso da União Democrata Cristã (CDU) escolhem hoje, em Hamburgo, o novo líder do partido, com dois candidatos na frente da corrida. Doze elementos do partido disponibilizaram-se a entrar na corrida à liderança da CDU, mas há três que se destacaram como possíveis sucessores de Angela Merkel: Annegret Kramp-Karrenbauer, apelidada de “Mini-Merkel”, Friedrich Merz, a quem muitos chamam “Anti-Merkel” e Jens Spahn, atual ministro da Saúde.

De acordo com as últimas sondagens, a secretária-geral do partido, Kramp-Karrenbauer, e o advogado e empresário Merz são os dois favoritos. Em declarações à Lusa, o sociólogo e politólogo Óscar Gabriel, considera que “os dois têm praticamente as mesmas hipóteses de ser escolhidos como novo líder do partido e candidato a chanceler em 2021”.

O professor da Universidade de Estugarda lembra que é a primeira vez, desde 1970, que os delegados da CDU vão escolher entre um número tão elevado de candidatos.

“A ala conservadora do partido claramente apoia Merz, enquanto a fação liberal parece ser a favor de AKK, e ambos os lados estão distribuídos praticamente de uma forma igual. Se isso se vai refletir nas escolhas dos delegados, é difícil dizer”, revela Oscar Gabriel.

Segundo o politólogo e sociólogo alemão, “os dois candidatos diferem claramente na sua personalidade, nas suas competências, nas ideologias e na relação com as linhas defendidas por Merkel.”

“Merz é mais carismático que Kramp-Karrenbauer, mas ela é mais integradora. Merz fez uma carreira na vida empresarial, enquanto Kramp-Karrenbauer provou a sua competência como chefe de um governo de sucesso que é capaz de ganhar eleições. Ambos detêm posições semelhantes em questões morais, mas diferem em relação às políticas económicas e sociais”, esclarece o docente da Universidade de Estugarda, também ele militante da CDU.

Friedrich Merz foi afastado por Angela Merkel, em 2002, do cargo de líder parlamentar dos democratas cristãos. Annegret Kramp-Karrenbauer foi a escolhida pela chanceler para ser a nova secretária-geral do partido, cargo que ocupa desde fevereiro deste ano.

Angela Merkel é a chefe do governo alemão há 13 anos e líder da CDU há 18. Anunciou, a 29 de outubro, a intenção de não se recandidatar à liderança do partido. O congresso que vai escolher o sucessor está marcado para esta sexta-feira e sábado, na cidade de Hamburgo.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)