Marcelo Rebelo de Sousa

Presidente acompanha com preocupação violência junto da comunidade portuguesa na Venezuela

Após a morte de 2 portugueses na Venezuela, o Presidente da República vem esclarecer que está a acompanhar com preocupação a violência que atinge a comunidade portuguesa e apresentou as condolências.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, em declarações aos jornalistas

Tiago Petinga/LUSA

O Presidente da República disse esta sexta-feira que está a acompanhar com preocupação a violência que atinge a comunidade portuguesa na Venezuela e apresentou as condolências às famílias dos dois portugueses mortos esta semana naquele país.

Numa mensagem colocada no ‘site’ da Presidência, Marcelo Rebelo de Sousa afirma que “acompanha com preocupação a escalada de violência junto da comunidade Portuguesa na Venezuela”.

Um comerciante português foi assassinado na quinta-feira, a leste de Caracas, e no sábado outro cidadão nacional foi morto na ilha de Margarita, após assaltos violentos.

O chefe de Estado mostra-se “solidário com as famílias de portugueses mortos na Venezuela” a quem apresentou as suas condolências.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
PSD

Quando o Papa não é católico /premium

Rui Ramos

Para o PSD, a exclusão do PCP e do BE é a grande prioridade nacional. Mas para isso, é indiferente votar PSD ou PS. Como explicaram os quadros do BCP, uma maioria absoluta do PS também serve.

Governo

Portugal atrasado, Portugal adiado

Tiago Sousa Dias
100

O que sabemos é que há polícias a dormir em carros porque não têm dinheiro para pagar a renda de casa nos nossas cidades. O que sabemos é que há enfermeiros com as vidas congeladas e salários indignos

PSD

Quando o Papa não é católico /premium

Rui Ramos

Para o PSD, a exclusão do PCP e do BE é a grande prioridade nacional. Mas para isso, é indiferente votar PSD ou PS. Como explicaram os quadros do BCP, uma maioria absoluta do PS também serve.

Corrupção

O caso da OCDE e a corrupção /premium

Helena Garrido

O que se passou com a OCDE foi grave. O responsável pelo estudo foi impedido de estar presente na apresentação. E uma conferência da Ordem dos Economistas foi cancelada. Aconteceu em Portugal.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)