O mais recente produto da Bugatti, para muitos o mais refinado e sofisticado fabricante de automóveis do mundo, é o Chiron, com os seus 1.500 cv extraídos de um imponente motor de 16 cilindros e oito litros de capacidade. Apesar de pesar quase duas toneladas, este motor soprado por quatro turbocompressores, associado à tracção integral, é capaz de empurrar o Chiron até aos 100 km/h em apenas 2,4 segundos, para depois atingir 420 km/h, valor que só não ultrapassa – poderia superar 460 km/h – porque os pneus poderiam não aguentar. O construtor francês exige 3 milhões de euros por cada exemplar, antes de impostos e garante que valem todos os cêntimos.

Se o Chiron é o novo brinquedo da Bugatti, produzido a partir de 2016, entre 2006 e 2015 o superdesportivo da casa dava pelo nome de Veyron. Outra fera, com uma versão menos puxada do mesmo motor, que no início da produção fornecia 1.001 cv valor que foi aumentando até aos 1.200 cv (no Sport Vitesse). E pelo menos possante Veyron, a pedia apenas 1,5 milhões de euros, mais impostos.

É exactamente um destes Veyron, ou pelo menos uma parte dele, que está à venda por 132 mil euros. Um valor que é uma verdadeira pechincha, dependendo, claro está, da “parte” do desportivo que está incluída no negócio. Vem isto a propósito da Brama Motors, um concessionário de Miami, que colocou à venda no eBay o interior completo de um Veyron de 2008, o que inclui os dois bancos, os dois painéis de porta, o revestimento da consola e do tablier. É certo que, para a maioria, falta a parte principal do Veyron, com ênfase no motor, mas por cerca de 10% do valor do superdesportivo, pode criar um cantinho Bugatti lá em casa e passar a tomar café ou saborear um whisky num assento do Veyron e imaginar-se a 400 km/h…

9 fotos

Os clientes mais prováveis para este interior serão contudo os proprietários do modelo do construtor francês, cujos interiores estejam degradados ou tenham outra tonalidade, que assim podem adquirir estes da Brama, por um valor elevadíssimo, mas ainda assim mais baratos do que os vendidos pela Bugatti.