Uma grande exposição retrospetiva da obra de Paula Rego no Reino Unido faz parte da programação de um novo museu que vai abrir no próximo ano em Milton Keynes, nos arredores de Londres. “Paula Rego: Obediência e Desafio“, a primeira grande retrospetiva do trabalho da pintora portuguesa em Inglaterra em mais de uma década, inclui pinturas inéditas e trabalhos em papel propriedade da família e amigos próximos da artista.

A exposição, que vai estar patente de 13 de junho a 22 de setembro, vai refletir “a perspetiva de Rego como uma mulher imersa em questões sociais urgentes e assuntos atuais”, adiantou o museu MK Gallery.

A exposição parte depois em digressão, primeiro para o Museu Nacional de Arte Moderna da Escócia, em Edimburgo, e depois para o Museu Irlandês de Arte Moderna, em Dublin, sendo a primeira primeira retrospetiva da obra de Paula Rego tanto na Escócia como na Irlanda.

O museu vai abrir ao público em 16 de março com a exposição “A Mentira da Terra”, uma exposição coletiva que pretende mostrar as transformações na paisagem britânica em termos de atividades de lazer ao longo dos séculos, com trabalhos de artistas incluindo Canaletto, L.S. Lowry, Henry Moore, Eduardo Paolozzi, J.M.W. Turner ou Rachel Whiteread.