Liga dos Campeões

Grimaldo, o melhor marcador do Benfica na Champions, que foi de criticar os adeptos a agradecer o apoio

Grimaldo marcou o golo da vitória do Benfica frente ao AEK, foi o melhor marcador encarnado na Champions e agradeceu o apoio dos presentes nas bancadas. Há um mês, tinha criticado os adeptos.

Álex Grimaldo chegou ao Benfica em dezembro de 2015

AFP/Getty Images

Em novembro, no Estádio da Luz, o Benfica recebeu o Ajax na quarta jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões e não conseguiu ir além de um empate a uma bola que acabou por ser decisivo para as contas finais do Grupo E. Na altura, em declarações que acabaram por provocar polémica, o lateral Álex Grimaldo não escondeu a desilusão com os adeptos que tinham assistido ao jogo. “Ouvir a reação dos adeptos não me agradou nada. A equipa correu e trabalhou, não entendo porque é que não estão connosco. Quando há vitórias estamos todos juntos e felizes, mas agora, quando estamos a sofrer derrotas, necessitamos mais do que nunca dos adeptos para dar a volta à situação. Hoje trabalhámos mas os adeptos não estão connosco e a equipa está descontente com isso”, disse, na altura, o jogador espanhol.

Passou pouco mais de um mês. O Benfica afundou-se ainda mais na crise, perdeu com o Belenenses SAD e o Moreirense, foi goleado pelo Bayern Munique e eliminado da Liga dos Campeões e Rui Vitória esteve de porta aberta para a saída. Esta quarta-feira, os encarnados jogavam o prestígio e o orgulho frente ao AEK, numa tentativa de somar mais uma vitória, terminar a participação na Champions com sete pontos e duas vitórias e ainda tentar alcançar o estatuto de cabeça-de-série no sorteio da Liga Europa. O mesmo Grimaldo que em novembro criticou os adeptos, uma das vozes de comando de Vitória dentro de campo, vinha de uma exibição notável frente ao V. Setúbal — onde orquestrou a vitória em conjunto com Gedson e Zivkovic — e tomou as rédeas do ataque encarnado. O lateral espanhol, que completou a formação no Valência mas foi rapidamente resgatado pelo Barcelona para jogar na equipa B culé, foi dono e senhor do corredor esquerdo do Benfica e parecia estar em todo o lado. Aos 88 minutos, coroou uma grande exibição com um grande golo de livre direto e valeu a vitória ao clube da Luz.

Na flash interview, onde há um mês foi crítico dos adeptos, Grimaldo decidiu, precisamente, agradecer o apoio daqueles presentes nas bancadas. “Creio que os adeptos estiveram connosco durante todo o jogo, as bolas não entravam, mas no final conseguimos fazer um golo e ter uma vitória importante”, disse o lateral espanhol. Grimaldo, de 23 anos, chegou à Luz em dezembro de 2015 mas só se afirmou na esquerda da defesa encarnada na temporada passada, em que completou 37 jogos com a camisola do Benfica. Esta época, já com o estatuto de indiscutível, leva 23 jogos em todas as competições, três golos e o selo de craque que tantas vezes tem carregado às costas um ataque apático, sem criatividade nem soluções.

O golo que marcou esta quarta-feira foi não só o primeiro golo de livre direto que o Benfica marcou nas competições europeias desde 2016 como também a terceira vez que o lateral espanhol marcou esta temporada, naquela que é já a época mais concretizadora de Grimaldo na Luz. Na verdade, com os dois golos marcados ao AEK (um esta quarta-feira, outro na deslocação à Grécia), o lateral foi mesmo o melhor marcador do Benfica nesta fase de grupos — e há dois anos que um jogador encarnado não marcava pelo menos dois golos na primeira fase da Liga dos Campeões. Álex Grimaldo não tem qualquer internacionalização A pela seleção espanhola e a concorrência é feroz: mas com toda a certeza que Luis Enrique irá prestar mais atenção aos próximos jogos do Benfica.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mfernandes@observador.pt
PSD

Marcelo, o conspirador /premium

Alexandre Homem Cristo

O pior destes 10 dias no PSD foi a interferência de Marcelo. Que o PSD se queira autodestruir, é problema seu. Que o Presidente não saiba agir dentro dos seus limites institucionais, é problema nosso.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)