Música

The Chemical Brothers vão encerrar o palco principal do festival NOS Alive no próximo ano

O duo inglês vai dar o último concerto do palco principal do festival na edição do próximo ano. Para o dia 13 de julho estava já confirmada a presença de Bon Iver, Thom Yorke e The Smashing Pumpkins.

Tom Rowlands e Ed Simons formam o duo de música eletrónica The Chemical Brothers, que em 2019 atinge os 30 anos de carreira

Photograph: Hamish Brown

Os ingleses The Chemical Brothers vão atuar no NOS Alive no próximo ano, anunciou esta quarta-feira a organização do festival de música de Algés. O duo de música eletrónica composto pelos britânicos Tom Rowlands e Ed Simons dará o último concerto do palco principal do festival (o palco NOS) na próxima edição, a 13 de julho, sábado. Para o último dia de festival, que começa dois dias antes, na quinta-feira, 11, estavam já confirmadas as presenças do vocalista dos Radiohead Thom Yorke, do grupo norte-americano The Smashing Pumpkins e do projeto-banda de Justin Vernon, Bon Iver.

Tendo atuado diversas vezes em Portugal, a última das quais este verão no Rock in Rio Lisboa, os The Chemical Brothers regressam a um festival que os recebeu em 2016. O mote para este concerto é a edição de um novo álbum, intitulado No Geography, que tem lançamento previsto para o primeiro semestre do próximo ano.

Além do álbum novo, do qual já se conhece o single “Free Yourself”, os The Chemichal Brothers deverão levar ao festival de Oeiras alguns dos êxitos de uma longa carreira, que em 2019 atinge o marco de três décadas. Êxitos da música eletrónica britânica dos anos 1990 e 2000 como “Hey Boy, Hey Girl”, “Block Rockin’ Beats” e “Galvanize” costumam figurar nos alinhamentos dos concertos dos britânicos, já vencedores de quatro prémios Grammy.

Para o primeiro dia de festival, 11 de julho, foram já anunciadas as presenças de The Cure e Ornatos Violeta no palco principal e de Jorja Smith e Sharon Van Etten no palco secundário (Sagres). Para sexta-feira, 12 de julho, não foram ainda revelados os cabeças de cartaz, tendo sido apenas anunciadas atuações de Trash Sultrana e Pip Bloom no palco secundário (Sagres) e uma curadoria da agência nacional Bridgetown (que tem nas suas fileiras os rappers e cantores Richie Campbell, Plutonio e Mishlawi) no palco Clubbing.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: gcorreia@observador.pt
IAVE

Errare humanum est… exceto para o IAVE!

Luís Filipe Santos

É grave tal atitude e incompreensível este silêncio do IAVE. Efetivamente, o que sempre se escreveu nos anos anteriores neste contexto foi o que consta na Informação-Prova de História A para 2018.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)