Depois das alterações aos horários dos jogos, do fim das dezanove e quarenta e cinco e da recente decisão de implementar o sistema VAR já a partir dos oitavos de final e não da próxima temporada, como tinha sido anunciado anteriormente, a UEFA parece estar decidida a fazer novas mudanças adicionais ao modo de funcionamento da Liga dos Campeões. O organismo que regula o futebol a nível europeu estará a preparar, em conjunto com a Associação de Clubes Europeus (ACE), um plano para que os jogos da Champions se realizem ao fim de semana.

De acordo com o Sport Bild, que avança a notícia, o motivo será o aumento da audiência televisiva e da receita relativa às emissões dos jogos em todo o mundo. A realização dos jogos da Liga dos Campeões à terça e à quarta-feira às 17h55 e às 20h (uma novidade recente, porque antes eram todos às 19h45 com exceções nos países de Leste) torna difícil a transmissão das partidas a horas aceitáveis nos pontos estratégicos para a UEFA e para a ACE, que é liderada por Andrea Agnelli, presidente da Juventus, um pouco por todo o mundo. Na China, por exemplo – um mercado lucrativo em que os dois organismos querem investir e expandir a presença – os jogos da Liga dos Campeões começam por volta das 4h da madrugada.

O plano, que está a ser principalmente desenhado por Andrea Agnelli, indica que a solução passaria pela realização de mais jogos das competições internas ao longo da semana. Para isto, o presidente da Juventus tem uma ideia: a redução do número de clubes que integram as principais divisões dos campeonatos europeus. Segundo o Sport Bild, a Liga Alemã de Futebol é uma das que já está a par das intenções da UEFA e da ACE e já expressou o seu desagrado.

Além da mudança de dias e de horários, Agnelli quer ainda mais jogos da Liga dos Campeões – que equivalem diretamente a mais dinheiro. Para isto, o italiano propõe o sorteio de quatro grupos de oito equipas (ao contrário dos atuais oito grupos de quatro equipas). A realizar-se, isto significaria que os clubes jogariam 14 partidas durante a fase de grupos, ao invés das atuais seis.

A nível de dias, este é já o modelo aplicado no hóquei em patins, no andebol e em algumas jornadas do basquetebol: os jogos das competições europeias acontecem por norma ao fim de semana (no caso do basquetebol, no final da semana, quintas e sextas) e as partidas das competições internas relativas a essas jornadas transitam para os dias de semana.