Cristiano Ronaldo vai assumir que defraudou o fisco espanhol em 14,7 milhões de euros, o que lhe deverá valer uma pena de prisão suspensa de dois anos. A notícia é do jornal desportivo espanhol As, que refere ainda que o ex-jogador do Real Madrid vai tentar pagar 375 mil euros para que a pena seja anulada, mas que esse perdão ainda não conta com o consentimento da justiça espanhola.

Aquele jornal adianta ainda que o atleta português foi notificado para comparecer a um juiz em Madrid no dia 14 de janeiro, altura em que deverá fechar o acordo concluído com o fisco espanhol.

Ronaldo: “Nunca tive intenção de fugir aos impostos”