O canal de televisão France 3 foi acusado de censura por ter retocado uma imagem para favorecer o Presidente francês, Emmanuel Macron. Em causa está uma fotografia de um membro do movimento dos coletes amarelos” que segura um cartaz apenas com o nome “Macron” escrito, da qual se acredita ter sido apagado a palavra que aparecia em baixo, no espaço que ficou em branco. Na imagem original pode ler-se “Macron, dégage”, cuja tradução em português corresponde a “Macron, retira-te”.

A fotografia apareceu na emissão da France 3 no passado sábado e logo foi partilhada nas redes sociais numa onda de acusações de manipulação e censura. No dia seguinte, no Twitter, a estação televisiva disse que não tinha desejo algum de ocultar o que estava escrito no cartaz e que esse foi um “erro humano” que “não se repetirá”, acrescentando que a origem dessa alteração será identificada e pedindo desculpas pelo que aconteceu.

O departamento de comunicação da France Télévision disse à AFP que este tinha sido “um erro e uma falta de discernimento por parte de uma pessoa que contribui para a produção do programa”.

A imagem transmitida pela France 3 corresponde ao quinto dia das manifestações levadas a cabo pelo movimento dos “coletes amarelos”, onde aparece um conjunto de polícias a cavalo em frente a um grupo de manifestantes, concentrados na Praça da Ópera em Paris.