Startups

Talkdesk cria laboratório de inovação em Coimbra. Vai recrutar mais de 100 pessoas em janeiro

O laboratório TDX vai ser inaugurado em 2019 e vai instalar-se na aceleradora de empresas do Instituto Pedro Nunes, em Coimbra. A startup fez também uma parceria com a Universidade de Coimbra.

Talkdesk

A Talkdesk, startup portuguesa que desenvolve software para centros de contacto e que é o terceiro unicórnio (empresa que vale mais de mil milhões de dólares) português, anunciou esta segunda-feira que vai criar um laboratório de inovação em Coimbra. Segundo o comunicado enviado pela empresa, o laboratório TDX será inaugurado em 2019 e vai estar instalado na aceleradora de empresas do Instituto Pedro Nunes, numa parceria com a Universidade de Coimbra (UC).

Este será o laboratório “onde algumas das próximas novas soluções da empresa serão desenvolvidas” e, para isso, a Talkdesk pretende recrutar, já em janeiro de 2019, mais de 100 engenheiros de software e especialistas em áreas como a inteligência artificial, analytics e machine learning.

A inovação é um dos pilares estratégicos da Talkdesk, pois é o que nos permite crescer e liderar o nosso setor. Este [Coimbra] é um local estratégico para nós, devido à sua universidade e às áreas de conhecimento que lá se desenvolvem, nomeadamente a nível da engenharia de software e matemática”, referiu Marco Costa, diretor-geral da Talkdesk para a Europa, Médio Oriente e África, citado em comunicado.

O laboratório TDX também vai permitir à Universidade de Coimbra, através da parceria, desenvolver projetos de investigação, promoção de programas de investigação em contexto empresarial e organização de atividades de ligação aos alunos e investigadores.

Esta parceria com uma empresa que quer traçar as tendências do seu setor é um desafio para os nossos estudantes e investigadores que têm, desta forma, mais uma oportunidade de criarem o futuro”, referiu o reitor da UC, João Gabriel Silva.

Em setembro do próximo ano, o programa Tech Dojo vai ser acolhido neste laboratório, pretendendo recrutar recém-licenciados para integrar as equipas de desenvolvimento da empresa. O anúncio do novo laboratório surge depois de a startup ter lançado um fundo de 10 milhões de dólares (cerca de oito milhões de euros) para desenvolver soluções diferentes no serviço ao consumidor e, assim, dar mais acesso à inovação.

Fundada em 2011 por Tiago Paiva e Cristina Fonseca, a Talkdesk tornou-se em outubro no terceiro “unicórnio” — empresas avaliadas em mil milhões de euros — de origem portuguesa.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)