Os trabalhadores de dois centros de distribuição da empresa de comércio eletrónico norte-americana Amazon na Alemanha iniciaram esta segunda-feira uma greve por melhores condições de trabalho, que pode durar até à véspera de Natal.

De acordo com a agência de notícias alemã DPA, a greve dos trabalhadores dos centros de Leipzig, no leste da Alemanha, e Werne, oeste do país, pode pôr em causa a entrega das encomendas de Natal.

A paralisação foi convocada pelo sindicato Verdi, que exige há mais de cinco anos igualdade salarial para os funcionários do setor de vendas e de correio na Alemanha. Contudo, a empresa Amazon já tinha dito no passado que os trabalhadores ganham salários relativamente altos para o setor. A empresa ainda não comentou a greve que teve início esta segunda-feira.