Depois de António Oliveira, Sérgio Conceição alcançou André Villas-Boas. Ao vencer esta terça-feira o Moreirense, o FC Porto somou a 14.ª vitória consecutiva para todas as competições, incluindo quatro a contar para a Liga dos Campeões, e confirmou aquela que é já a segunda melhor série de sempre: os dragões só sabem o que é ganha desde a sétima jornada do Campeonato, a 7 de outubro, quando perderam na Luz com o Benfica pela margem mínima com um golo de Seferovic.

Sérgio iguala Oliveira (e o Sérgio jogador), segue-se Villas-Boas e Artur Jorge. “Não ligo a isso”, diz

Com a vitória desta terça-feira frente ao conjunto de Moreira de Cónegos, Sérgio Conceição igualou o registo de André Villas-Boas, na temporada 2010/11 – na altura, o técnico que entretanto passou por Chelsea, Tottenham, Zenit e Shanghai SIPG também conseguiu vencer durante 14 jogos consecutivos. Com maisum triunfo somado, desta vez na Taça de Portugal, o treinador do FC Porto sobe ao segundo lugar das melhores campanhas do clube, ex aequo com Villas-Boas, e passa a ter apenas um técnico que fez melhor do que ele: Artur Jorge.

Em 1984/85, Artur Jorge conseguiu a proeza de vencer 15 jogos consecutivos com o FC Porto – recorde que permanece inabalável até aos dias de hoje. Para alcançar a marca do técnico que mais tarde ainda passou pelo Benfica, pela Seleção Nacional e pelo PSG, entre outros, Sérgio Conceição terá de vencer o Rio Ave no próximo domingo, em jogo a contar para a 14.ª jornada do Campeonato. Mais: caso ganhe as últimas duas partidas de 2018 (segue-se o Belenenses para a Taça da Liga), Sérgio Conceição chega às inéditas 16 vitórias seguidas e escreve a tinta permanente o próprio nome na história do clube.

O Feitiço do Tempo que correu o risco de se tornar um melodrama (a crónica do FC Porto-Moreirense)

Mas o treinador desvaloriza e garante que nunca viu “alguém a festejar nos Aliados um recorde qualquer”. “É bom sinal que falem nessas vitórias, é mais um recorde à vista. Mas nunca vi, que me lembre, alguém a festejar nos Aliados um recorde qualquer. Eu vejo é a festejar títulos. Eu ligo pouco a isso. Se essas 14 ou 15 vitórias coincidissem com títulos? Não é o caso. Já viram o que era festejar nos Aliados a 14.ª vitória ou a 15.ª vitória? Não se festeja”, tinha retorquido Sérgio Conceição na conferência de imprensa de antevisão do jogo desta terça-feira com o Moreirense.

Ao todo, e numa retrospetiva da trajetória em causa, o FC Porto venceu Vila Real (6-0, fora, Taça de Portugal), Lokomotiv Moscovo (3-1, fora, Liga dos Campeões), Feirense (2-0, casa, Campeonato), Varzim (4-2, casa, Taça da Liga), Marítimo (2-0, fora, Campeonato), Lokomotiv Moscovo (4-1, casa, Liga dos Campeões), Sp. Braga (1-0, casa, Campeonato), Belenenses (2-0, casa, Taça de Portugal), Schalke 04 (3-1, casa, Liga dos Campeões), Boavista (1-0, fora, Campeonato), Portimonense (4-1, casa, Campeonato), Galatasaray (3-2, fora, Liga dos Campeões), Santa Clara (2-1, fora, Campeonato) e Moreirense (4-3, casa, Taça de Portugal). Segue-se o jogo que pode ser histórico, no Dragão, frente ao Rio Ave.