A startup portuguesa Biosurfit recebeu um investimento de 10 milhões de euros para crescer em diferentes mercados mundiais e continuar a desenvolver e investigar novos produtos, anunciou a PME Investimentos em comunicado.

A injeção de capital veio de uma parceria entre o Fundo 200M (criado pelo Governo para promover o coinvestimento em startups
inovadoras de elevado potencial em Portugal com coinvestidores privados nacionais ou internacionais qualificados e que é gerido pela PME Investimentos) e a Boule Diagnostics, uma empresa sediada na Suécia que desenvolve, fabrica e vende sistemas completos de contagem de células — cada um contribuiu com cinco milhões. É a primeira vez que o 200M investe numa empresa.

A Biosurfit tem um negócio especializado na área da medicina e chamou à atenção dos investidores muito por causa da tecnologia Spinit®, um sistema que promete tornar mais rápido o processo de fazer análises ao sangue.

A parceria com a Boule inclui ainda um acordo de distribuição global na primeira fase, na qual o produto será comercializado através da organização e canais de distribuição da Boule em vários países. Além disso, a parceria irá evoluir ao longo do
tempo para incluir o desenvolvimento conjunto de produtos e colaboração na produção.

Com o Fundo 200M, o Governo quer apoiar pequenas empresas, incluindo as startup, na fase de arranque e crescimento e atrair investimento estrangeiro para Portugal. Destina-se a operações de investimento de capital e quase capital em Pequenas e Médias Empresas (PME), em regime de coinvestimento com os privados.