O ex-sargento do Exército que terá recebido 30 mil euros para passar informações aos suspeitos do assalto ao paiol de Tancos foi detido esta quarta-feira, avança o Público. O militar estava de férias em Espanha e entregou-se às autoridades, depois de saber que na segunda-feira tinham sido detidos oito outros suspeitos do furto de material de guerra.

Cinco dos oito suspeitos detidos na última segunda-feira foram presentes a um juiz e ficaram presos preventivamente. O Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa determinou que três sairiam em liberdade, informou um dos advogados. Carlos Melo Alves disse à agência Lusa que, dos arguidos que saem em liberdade, dois estão sujeitos a termo de identidade de residência e um fica proibido de se ausentar do país ou contactar com outros arguidos.