O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, afirmou esta quinta-feira que vai manter a aposta no alcance de uma paz duradoura no país em 2019, defendendo a inclusão de todas as forças sociais no debate das grandes questões.

“Continuarei a investir grande parte do meu tempo para que os moçambicanos deixem de viver sob o espetro do medo das armas”, declarou Filipe Nyusi, por ocasião de um encontro de fim-de-ano com quadros do Estado, titulares dos órgãos de soberania e membros do Governo.

O chefe de Estado moçambicano defendeu que a participação nos grandes temas da nação deve ser alargada a todos os campos sociais, para que não se confinem aos partidos parlamentares. “Os assuntos de grande interesse para o país não são propriedade dos partidos com assento parlamentar, devem ser objeto de participação de todos”, acrescentou.

O próximo ano, prosseguiu, deve ser de consolidação do esforço de recuperação económica e de ampliação do espaço de participação de cada moçambicano no processo de desenvolvimento social e económico. O chefe de Estado moçambicano também dedicou um espaço no seu discurso à cooperação internacional, assinalando que será uma aposta do executivo. “Continuaremos a aposta na cooperação internacional, porque fazemos parte de um mundo em que o contacto com os outros é estratégico”, destacou.