O Instituto Nacional de Gestão de Calamidades de Moçambique (INGC) instalou um sistema sonoro de alerta contra inundações, com capacidade de chegar a cerca de 50 mil pessoas em risco de cheias na província de Gaza, a sul do país.

“O novo sistema eletrónico de sirene poderá mudar o curso da história desta população”, disse a diretora do INGC, Augusta Maíta, citada esta sexta-feira pelo diário “O País”.

O sistema de alerta foi instalado na zona baixa do rio Limpopo, uma região habitada e propensa a inundações.

Parte das nove sirenes já está montada na capital provincial de Gaza, Xai-Xai, e no distrito de Chibuto, e as restantes vão ser colocadas no distrito de Chókwè.

O sistema custou 23 milhões de meticais (326 mil euros) e tem sete quilómetros de abrangência. A aquisição do material contou com a ajuda da Agência Dinamarquesa de Desenvolvimento.