Uma pessoa morreu e outras três ficaram feridas com gravidade na sequência de um tiroteio na noite deste domingo, na freguesia de Tuizendes (Vila Real). O tiroteio deu-se durante um torneio de sueca na sede do Grupo Unidos de Tuizendes, quando um homem armado entrou no edifício e disparou várias vezes. Pouco depois, o autor dos disparos foi detido pela GNR. Segundo o Jornal de Notícias, a vítima mortal é um homem de 50 anos, Luís de Matos, que, tal como como os feridos graves, é de Felgueiras.

As vítimas, que têm entre 45 e 55 anos, faziam parte de um grupo de 15 pessoas de Felgueiras, em que alguns membros terão tido um desentendimento com o agressor. Segundo o Correio da Manhã, as autoridades estão ainda a apurar se existem mais suspeitos.

O alerta às autoridades foi dado às 22h22 e no local estiveram 22 homens e 12 viaturas, entre bombeiros e GNR. O principal suspeito foi detido e, esta segunda-feira, ficou em prisão preventiva. Foram apreendidas também duas armas de fogo. As vítimas foram transportadas para o Hospital de Vila Real.

Testemunhas no local relataram à TVI 24 os “momentos de pânico” que viveram. Segundo Horácio Bernardino, o principal suspeito que se irritou durante o jogo foi ao carro buscar uma arma antes de disparar sobre as vítimas. “Nunca imaginei que houvesse disto, viemos só jogar à sueca, para o convívio. É de lamentar o que aconteceu”, afirmou.

O presidente da direção do Grupo Unido de Tuizendes, Agostinho Azevedo, disse ao Jornal de Notícias que nunca houve problemas nas outras edições do torneio (que já ia na 15ª edição) e antecipa que a competição não se vai voltar a repetir.

Artigo atualizado às 16h50 de segunda-feira, 24.