Pelo menos cinco pessoas morreram e 21 ficaram feridas, na cidade de Longyan, sudeste da China, depois de um homem ter roubado um autocarro e conduzido contra pedestres, informou este terça-feira a polícia chinesa.

As autoridades locais não detalharam qual a identidade ou os motivos para o ataque.

Um vídeo reproduzido pela imprensa chinesa mostra uma dúzia de polícias chineses a imobilizar o atacante contra o chão, no meio da rua.

A China tem registado vários incidentes deste género, normalmente protagonizados por pessoas com problemas psicológicos ou ressentimentos com vizinhos ou a sociedade em geral.

Em junho passado, uma pessoa morreu e dez ficaram feridas quando um homem conduziu uma empilhadora contra peões numa cidade do leste da China, e acabou por ser abatido pela polícia.

Em abril, um homem armado com uma faca matou sete estudantes e feriu 19, quando os jovens regressavam a casa, no norte do país.

A lei chinesa proíbe rigorosamente a venda e posse de armas de fogo, pelo que os ataques são geralmente feitos com facas, explosivos de fabrico artesanal ou por atropelamento.