Rádio Observador

Porsche

Porsche Taycan mantém versão Turbo. Mas sem turbo

A Porsche vai respeitar a tradição, apesar de não fazer muito sentido. Tal como acontece no 911, o novo Taycan vai oferecer as versões base, Taycan S, 4S e Turbo. Apesar de, obviamente, não ter turbo.

A chegada dos veículos eléctricos veio baralhar as coisas, até no que respeita às denominações dos modelos. Muitos fabricantes estavam habituados a apelidar as diferentes versões com base na capacidade, potência ou arquitectura das suas motorizações, e daí que surgissem os 2.0 Turbo e os 3.0 V6 Biturbo. Ora esta forma de denominar os modelos foi ultrapassada pela tecnologia, pois os eléctricos não têm 2 nem 3 litros, muito menos possuem 4 cilindros em linha ou 6 em V e, decididamente, não recorrem a um turbocompressor, e muito menos a dois.

É claro que vão continuar a existir distintas versões de automóveis eléctricos e, muito provavelmente, mais do que até aqui. Isto porque se os motores a combustão se diferenciavam pela arquitectura, o que implicava alterações na potência, os eléctricos vão oferecer diferentes níveis de potência em paralelo com mais ou menos capacidade de bateria.

Vem isto a propósito da Porsche ter revelado recentemente à The Drive que o futuro Taycan eléctrico vai ser disponibilizado em quatro versões, respeitando na íntegra as actuais denominação mais habituais da marca alemã, utilizadas por exemplo no 911. Mais precisamente, o primeiro eléctrico da casa vai ser proposto como Taycan, na versão mais simples, menos potente e com menos bateria, a que se segue o Taycan S, para depois as versões mais possantes e dispendiosas se apelidarem de Taycan 4S e Taycan Turbo.

Em abono da verdade, a Porsche já hoje apelida uma das versões do 911 como Turbo, quando todas elas recorrem ao motor boxer sobrealimentado. Mas com o Taycan a ‘confusão’ promete ser ainda maior, uma vez que o eléctrico com mais potência e bateria de maior capacidade não possuirá certamente um turbocompressor. Resta saber se as versões Taycan e Taycan S montam apenas motor eléctrico atrás, à semelhança do que acontece com o Model S da Tesla, também ele oferecido com duas e quatro rodas motrizes.

De caminho, ficámos igualmente a conhecer o preço a praticar pelo Taycan nos EUA, onde o mais acessível, o “Taycan”, será proposto por pouco mais de 90.000$, correspondente aos 80.000€ por que será vendido na Europa. O Taycan 4S será comercializado abaixo dos 100.000$ e o Taycan Turbo por mais de 130.000$. Curiosamente, os preços praticados pela Porsche parecem em linha com os exigidos pela Tesla para o Model S: 78.000$ para o 75D, 96.000$ para o 100D e 134.500$ para o P100D, no mercado americano.

Recomendador: descubra o seu carro ideal

Não percebe nada de carros, ou quer alargar os horizontes? Com uma mão-cheia de perguntas simples, ajudamo-lo a encontrar o seu carro novo ideal.

Recomendador: descubra o seu carro idealExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: alavrador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)