Dos sismos de magnitude 5.6 e 5.0 na escala de Richter foram sentidos na Venezuela esta quinta-feira, ambos com epicentro a 4 quilómetros a nordeste de San Diego, na cidade de Valência, capital do Estado venezuelano de Carabobo.

Os sismos ocorreram pelas 4h59 e 5h20 horas locais (08:59 e 09:24 horas em Lisboa) e fizeram acordar a população que se mantêm atentos a possíveis réplicas. Segundo o centro geológico norte-americano (USGS) ambos os sismos tiveram uma profundidade de 10 quilómetros.

“Estava a dormir e de repente senti a cama mexer. Cheguei a pensar era o cão que tinha vindo para o quarto e tentava acordar-me. Entretanto a minha mulher acordou e estamos fora da casa, com o meu filho, porque podem ocorrer réplicas”, explicou um português à agência Lusa.

Manuel Pereira da Silva, 62 anos, comerciante, explicou que uma vez fora de casa, tentou, sem sucesso, obter informação, através do telefone, mas apenas chegou a ver algumas mensagens de utilizadores do Twitter.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Radicado na localidade de San Diego, Estado de Carabobo, este português explicou, telefonicamente, que ouviu, nas proximidades, as vozes das pessoas que saíam da sua casa, comentando o que acontecia. As rádios locais dão conta de que várias pessoas saíram das suas residências.

Por outro lado, em San Bernardino, Caracas, a portuguesa Maria Bettencourt, estava de “sono ligeiro”, quando aconteceu o primeiro sismo e rapidamente começou a descer pelas escadas.

“Vivo no sétimo piso e não devia apanhar o elevador, pelo que desci rapidamente pelas escadas. Já no chão, acompanhada por vizinhos, senti o segundo tremor. Estou a aguardar porque podem ocorrer outros sismos”, explicou. Ainda em Caracas, na localidade de Cátia (oeste) o venezuelano Jesus Moncada foi acordado pelo sismo. “Até o sono perdi com o tremor”, frisou.

Entretanto, a Fundação Venezuelana de Investigações Sismológicas (Funvisis) confirmou ambos sismos, mas indicando que foram de magnitude 4.9 e 4.8 e uma profundidade de 9.4 km e 9.0 km. Por outro lado, precisa que ocorreram várias réplicas, com magnitudes de 3.9, 3.8 e 4.8, a profundidades que oscilam entre os 5.0 km e 20.5 kms e a distâncias entre 5 km e 12.6 km de Valência.

De momento não há informações de danos materiais ou humanos.