Curiosidades Auto

Rouba 1 milhão a concessionário e apanha 30 meses

507

Funcionária de um concessionário automóvel roubou 1,1 milhões de dólares, quantia que desviou para pagar férias, além de operações estéticas à cara e ao peito. E o desfalque só lhe custou 30 meses.

Autor
  • Observador

Entre Outubro de 2014 e Junho de 2017, Vanessa Vence-Small roubou a empresa onde trabalhava, a Continental BMW, concessionário da marca em Darien, no Connecticut, em cerca de 1,1 milhões de dólares. A quantia foi desviada em 65 operações não autorizadas e 28 cheques levantados da conta do concessionário. Os americanos donos do estabelecimento apresentaram queixa e agora o juiz Jeffrey Alker Meyer, em New Haven, decidiu premiar a “graça” com 30 meses de cadeia.

Em condições normais, Vanessa deveria ser condenada a entre 33 e 44 meses de prisão, mas o juiz diz existirem algumas atenuantes. A nova-iorquina investiu uma parte considerável do desfalque nela própria, mais especificamente nos lábios, na face e no peito, ou seja, em operações estéticas. Mas não só, uma vez que também pagou com o dinheiro do concessionário férias na Austrália, Havai, México e Jamaica, além de obras de remodelação da sua habitação.

Mas, eventualmente, o que mais custou aos norte-americanos donos da concessão da BMW foi o facto de Vanessa, apesar de ter direito a um carro de serviço da marca alemã, ter optado por adquirir um Ford Mustang com o produto do roubo, pelo qual pagou 50.000$.

O tribunal ordenou a Vanessa que devolvesse à concessão a quantia que surripiou (904.659$ em transferências, 207.777$ em cheques e 31.452$ da caixa), mas até agora a funcionária que realizou um facelift nela própria só pagou 200.000$, incluindo 28 mil dólares que deram pelo Mustang usado. Como o seguro apenas suportou 755.000$, ainda falta recuperar algum do produto do roubo.

Questionada sobre as respostas que Vanessa dava quando lhe faziam perguntas sobre o dinheiro que desaparecia, Paula Callari, a responsável pela concessão, afirmou que a agora prisioneira apenas lhe respondia: “não se preocupe que em breve as coisas vão melhorar”. Mal sabia a directora da concessão que por “coisas”, ela se referia às partes do seu corpo já “revistas” pelo cirurgião plástico…

Comparador de carros novos

Compare até quatro, de entre todos os carros disponíveis no mercado, lado a lado.

Comparador de carros novosExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
IAVE

Errare humanum est… exceto para o IAVE!

Luís Filipe Santos

É grave tal atitude e incompreensível este silêncio do IAVE. Efetivamente, o que sempre se escreveu nos anos anteriores neste contexto foi o que consta na Informação-Prova de História A para 2018.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)