O governo de Cabo Verde anunciou que os dois homens que alegadamente assaltaram e agrediram antigo jogador do Benfica António Simões na cidade da Praia, no sábado, foram detidos. “As instituições da Polícia Nacional identificaram com prontidão os dois indivíduos que cometeram este crime”, refere um comunicado do executivo cabo-verdiano. Estes encontram-se detidos e “serão encaminhados para o competente processo de responsabilização criminal”.

Na mesma nota, o governo reconheceu “que esta ocorrência acarreta também algum sentimento de insegurança, sendo certo que este caso, apesar de mediático em função da popularidade de António Simões, não traduz a realidade do nível de criminalidade que ainda afeta o país”. O executivo garantiu que “são baixos os riscos para a integridade física de quaisquer cidadãos que vivam ou queiram visitar Cabo Verde”.

“As medidas de política que se vão concretizando em reformas e investimentos importantes para o sector da segurança têm resultado numa drástica e sustentada diminuição das ocorrências criminais pelo que a situação atual é radicalmente diferente do quadro vigente ainda há pouco tempo, principalmente na cidade da Praia”, dizia ainda o comunicado.

António Simões foi assaltado no sábado na cidade da Praia, em Cabo Verde, onde pretendia passar o fim do ano, tendo sido hospitalizado e transportado para Portugal no seguimento dos ferimentos sofridos, segundo a imprensa. De acordo com o jornal A semana online, o assalto aconteceu durante a tarde e no seu seguimento a antiga glória do Benfica deslocou uma perna, pelo que foi assistido no Hospital Dr. Agostinho Neto, na capital cabo-verdiana.

O jornal citou o presidente da Casa Benfica da Praia, segundo o qual o antigo jogador deslocou uma perna e teve de regressar hoje a Portugal “para receber cuidados médicos adequados”. A mesma fonte adiantou ao jornal que “o assaltante já foi capturado pela polícia”.

António Simões pertenceu à famosa geração de 60, que conquistou uma Taça dos Campeões pelo Benfica e o terceiro lugar no Mundial de 1966 com a seleção portuguesa. António Simões esteve 16 épocas ao serviço do Benfica.

Artigo atualizado às 23h05 de domingo com o comunicado do governo cabo-verdiano sobre a detenção dos alegados assaltantes