O antigo ministro das Finanças moçambicano e atual deputado pelo partido no poder Manuel Chang foi detido no sábado na África do Sul, acusado de lavagem de dinheiro e fraude financeira, disse este domingo a embaixada de Moçambique em Pretoria.

Manuel Chang foi detido na sequência de um mandado de captura internacional emitido pelos Estados Unidos em 27 de dezembro, sob acusações de fraude e lavagem de dinheiro, informou este domingo fonte da embaixada sul-africana citada pelo canal televisivo STV.

De acordo com o jornal eletrónico “Carta de Moçambique”, os norte-americanos já pediram a extradição do antigo ministro moçambicano e atual deputado na Assembleia da República pelo partido no poder, Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo).

Manuel Chang foi ministro das Finanças de Moçambique durante a governação de Armando Guebuza, entre 2005 e 2010. A Lusa contactou o porta-voz da Polícia da República de Moçambique, Inácio Dina, que disse que a corporação ainda não recebeu uma informação oficial.

Manuel Chang foi ministro da Economia e Finanças de Moçambique durante o período em que o país contraiu as chamadas dívidas ocultas, entre 2013 e 2014.