O vídeo arranca já com o veículo soldado e pintado, e logo o Model 3, o primeiro carro da Tesla que não recorre a um chassi e carroçaria integralmente em alumínio, privilegiando antes uma solução em que este material e o tradicional aço caminham de mãos dadas, obviamente por uma razão de custos. Mas uma vez terminado, o veículo entra na fase de montagem, e é isso mesmo que está reflectido no filme.

As imagens foram recolhidas pela própria marca americana nas suas instalações de Fremont, na Califórnia, e começam por mostrar como são colocadas as cablagens, o isolamento térmico e acústico e, por fim, os interiores, com os operários a trabalhar sentados, muitas das vezes, evitando as posturas que causam danos à coluna. É também visível o momento em que o tablier minimalista é introduzido no habitáculo e fixado, bem como a ventilação e, por fim, os bancos. Só depois o tejadilho é colocado, para no final da linha o modelo ser dado como  pronto e sair para um teste de verificação.

A velocidade do vídeo está obviamente acelerada, sendo que as imagens foram recolhidas recentemente, numa fase em que Fremont já está a produzir mais de 5.000 veículos por semana, oscilando entre este valor e 7.000 unidades do modelo em cada período de sete dias – vamos ter uma ideia mais concreta do ritmo de produção nos primeiros dias de Janeiro, quando a Tesla revelar o ritmo de fabricação do 4º trimestre de 2018. Isto aponta para uma produção anual entre 260.000 e 340.000 Model 3, estando previsto continuar a aumentar durante 2019, até atingir 500.000/ano (10.000/semana – o objectivo original e isto ainda antes de o Model 3 começar a ser produzido na China.