Dale Stewart é o baixista dos Seether, um grupo de rock que nasceu na África do Sul, em 1999, e que depois se mudou para os EUA. Além da música, Stewart adora carros, de preferência potentes e de aspecto tão agressivo quanto a sua música. E um dos seus brinquedos preferidos vai ser leiloado a 18 de Janeiro, um belo Ford Model A de 1931, mas que Henry Ford, que o concebeu e produziu, dificilmente reconheceria.

O Model A do músico foi produzido por encomenda num estilo steam punk, em que o conforto foi colocado de parte (basta ver os bancos) e tudo foi sacrificado em nome da agressividade das formas. O resultado é, no mínimo, espectacular, com todo o chassi e carroçaria a serem construídos à mão pela Classic Car Studio, de St. Louis, que também assegurou os acabamentos em chapa, envernizada mas não pintada, tanto por fora como por dentro.

Com uma altura ao solo mínima, como é tradicional nos hot rod, o preparador de St. Louis montou à frente um imponente motor 5.4 V8 HEMI, de um Dodge, alimentado por dois carburadores Holley e soprado por um compressor volumétrico Weiand, de forma a que atingisse 500 cv. A potência ruma depois às rodas posteriores através de uma caixa automática com quatro velocidades, uma TCI 700R4 herdada de um Corvette, e o resultado é o que se pode ver.

Apesar de o Model A ter sido comercializado em quatro cores distintas, por oposição ao Model T, disponível apenas em preto, Dale Stewart decidiu que o seu hot rod deveria ser tão “metálico” quanto o rock de que gosta. No vídeo pode ver as condições em que o Model A chegou a St. Louis: