É uma tradição que se tornou numa competição: todos os anos, a população dos bairros de Scheveningen e Duindorp, em Haia, na Holanda, compete para montar a maior fogueira de ano novo. Este ano, porém, a tradição correu mal e uma fogueira com 46 metros de altura na praia provocou o caos em várias ruas e edifícios da cidade.

Os dois bairros tinham fogueiras com mais de 45 metros de altura, mas os incidentes foram provocados pela fogueira de Scheveningen.

Fotografias e vídeos mostram a construção da enorme torre de paletes de madeira, o momento em que a fogueira foi acesa e a chuva de faíscas e de pedaços de madeira a arder que provocou incêndios pela cidade, devido ao forte vento.

A torre de paletes de madeira tinha perto de 46 metros de altura (KOEN VAN WEEL/AFP/Getty Images)

Milhares de pessoas estavam na praia para assistir à fogueira na noite de ano novo.

A fogueira foi acesa na noite de ano novo, mas rapidamente se perdeu o controlo do fogo e as chamas alastraram para fora da praia. A polícia teve de intervir para afastar as pessoas e os bombeiros passaram toda a noite a apagar pequenos focos de incêndio pela cidade.

Na noite de 31 de dezembro foram feitas mais de 3 mil chamadas para os bombeiros da cidade a pedir socorro.

Em algumas imagens é possível ver a “chuva” de faíscas que motivou os incêndios em várias ruas da capital holandesa.

Os bombeiros não tiveram descanso durante toda a noite.

As chamas, com o vento forte, transformaram-se em “tornados” de fogo que assustaram os moradores.