Pelo menos 15 pessoas morreram e 20 estão desaparecidas na sequência de um deslizamento de terras, na segunda-feira, em Java Ocidental, Indonésia, informou esta quarta-feira a Agência Nacional de Gestão de Desastres do país, num novo balanço.

O porta-voz da Agência Nacional de Gestão de Desastres, Sutopo Purwo Nugroho, afirmou que as autoridades continuam a encetar esforços para resgatar os desaparecidos. O anterior balanço apontava para nove mortos e 34 desaparecidos. “A retirada das vítimas está a ser complicada devido às condições climatéricas e ao solo argiloso da região”, disse Sutopo, avisando para o risco de ocorrerem novos deslizamentos.

Soldados, polícias e moradores estão ainda à procura de desaparecidos na lama, em Sirnaresmi, no distrito de Sukabumi, na esperança de que possam estar ainda vivos. Na sequência do deslizamento de terras, 30 casas ficaram enterradas na lama e cerca de 60 pessoas encontram-se agora num abrigo temporário. O deslizamento ocorreu durante as celebrações da passagem do ano.

“A falta de equipamentos, o mau tempo e o apagão prejudicam os nossos esforços de resgate para aqueles que ainda estão desaparecidos”, explicou o porta-voz. De acordo com a Agência Nacional de Gestão de Desastres, desde o início de 2019 já foram registados mais de 430 deslizamentos de terras que provocaram a morte a 142 pessoas.

As inundações e deslizamentos de terras afetam todos os anos a Indonésia durante a estação de chuvas, sobretudo entre dezembro e fevereiro.