Não precisa de começar logo a 1 de janeiro, porque nesse dia poderá estar a recuperar da noite de festa. Dia 2 é que é. Não deixe passar a oportunidade: faça da reciclagem uma resolução de ano novo e dê um contributo responsável para a poupança de recursos e para o equilíbrio do ambiente.

Se celebrou em casa a entrada em 2019, separe as embalagens que ajudaram a fazer a festa. Garrafas e frascos de vidro para um lado. Garrafas de plástico e latas de refrigerantes para outro. Caixas de papel e cartão noutro lado diferente. A seguir, lembre-se onde fica o ecoponto mais próximo de sua casa. De certeza que passa por ele quase todos os dias. Deposite cada um daqueles grupos de resíduos no ecoponto verde, amarelo e azul, respetivamente. É um gesto simples que vai querer repetir ao longo dos próximos 12 meses.

Se ainda tem dúvidas, esta é também a melhor altura para reciclar alguns mitos que subsistem. São estes alguns dos mais comuns:

“Separamos as embalagens em casa para as depositarmos no ecoponto certo, mas os camiões de recolha misturam tudo outra vez.”
É mesmo um mito e não apenas urbano. Os camiões de recolha têm compartimentos separados e os resíduos são ali depositados exatamente de acordo com o código de cores dos ecopontos. Não há qualquer mistura.

“É necessário lavar garrafas de plástico e os pacotes de leite usados, antes de os levar ao ecoponto.”
Estaríamos a perder tempo e a desperdiçar água. Basta escorrer e espalmar os pacotes. Não precisa nem de os lavar nem de lhes retirar rótulos ou tampas.

“Não temos de nos preocupar com a reciclagem, porque já pagamos a gestão de resíduos através da fatura da água.”
Em primeiro lugar, são mais de 2.400 os empregos diretos associados à gestão de resíduos do Sistema Ponto Verde. Em segundo, está calculado em 71 milhões de euros o impacto positivo no Produto Interno Bruto resultante da gestão de resíduos de embalagens.

“Há poucos ecopontos em Portugal, por isso, é mais fácil deitar todos os resíduos no contentor do lixo indiferenciado.”
Os factos não deixam dúvidas: Portugal tem hoje mais de 43 mil ecopontos, ou seja, um ecoponto por cada 250 portugueses. Há três vezes mais ecopontos do que caixas multibanco. É fácil encontrar um ao virar da esquina.

Transforme palavras em gestos reais

Estudos realizados demonstram que os portugueses querem contribuir para um melhor ambiente e estão conscientes de que a reciclagem é um dos passos fundamentais para atingir esse objetivo. Falta passar das palavras aos atos; e essa mudança está refletida na nova campanha da Sociedade Ponto Verde —gestora de resíduos que tem sido pioneira nesta área desde 1996.

A campanha intitula-se Transforme ideais em gestos reais, e está nas ruas, na rádio, na TV e nos canais digitais. Retrata situações do quotidiano de qualquer português, com mensagens dominadas por uma das três cores das regras de separação de embalagens: verde, para vidro; amarelo, para plástico e metal; e azul, para papel e cartão.

Reciclar já não é apenas a melhor opção; é a única, sob pena de esgotarmos os recursos do planeta e pormos em risco o bem-estar económico e social. É uma atitude de cidadania responsável. Por isso, decida começar agora. Estabeleça 2019 como o ano em que a reciclagem será apenas mais um gesto do seu dia a dia.