Cinco jovens de 15 anos morreram esta sexta-feira depois de um fogo ter deflagrado no interior de um “escape room” na cidade de Koszalin, no norte da Polónia. O “escape room” é um jogo interativo muito popular em vários países, incluindo em Portugal, que passa por decifrar enigmas e desafios de lógica, em equipa, para os participantes conseguirem sair da sala onde estão trancados.

“As vítimas desta tragédia são cinco adolescentes de 15 anos, raparigas, que estavam a celebrar um aniversário”, confirmou o ministro do Interior polaco, Joachim Brudzinski, à TVN24. Além das cinco jovens, também um homem de 25 anos ficou ferido, com “queimaduras severas”, e foi encaminhado para o hospital.

De acordo com informações da agência de notícias AFP, a polícia e os bombeiros não identificaram ainda a causa do incêndio que deflagrou no interior do edifício onde decorrem aqueles jogos. Segundo o ministro do Interior, há cerca de mil “escape rooms” em todo o país, sendo que estão todas obrigadas a obedecer a medidas de segurança, inclusive medidas de segurança contra incêndios.

Foi decretado um dia de luto nacional na cidade de Koszalin na sequência da tragédia, tendo sido também cancelados todos os espetáculos e eventos performativos previstos para amanhã.