O treinador do Vitória de Setúbal quer no domingo reencontrar os triunfos na receção ao Desportivo de Chaves, em partida da 16.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Após seis jogos sem vencer (quatro deles no campeonato), Lito Vidigal disse em conferência de imprensa que a vitória pode acontecer a qualquer momento.

“Voltarmos a ganhar é uma questão de tempo. Como estamos a jogar, espero e sei que pode ser já no próximo jogo. Queremos que seja já”, afirmou o técnico do conjunto setubalense.

Apesar dos elogios aos flavienses, Lito Vidigal sublinha a importância de a sua equipa entrar em campo focada no que tem de fazer.

“É um adversário difícil que não tem passado um bom momento também. Tem uma boa equipa, mas em primeiro lugar nós. A equipa está forte e continua a praticar um bom futebol, a ter um volume muito grande e cria muitas oportunidades de golo”, vincou.

Uma das principais lacunas do Vitória de Setúbal tem sido a ineficácia ofensiva, como ilustra o facto de a equipa estar há quatro jogos sem marcar. O treinador garante que a falta de acerto não lhe tira o sono.

“Não é uma questão de me preocupar. Tenho de estar atento a tudo e não só a esse aspeto. O que nos dá segurança é que a equipa produz, trabalha. Temos um grupo de trabalho fantástico, não me canso de elogiar a postura, atitude e caráter dos jogadores, que continuam a ser profissionais de mão cheia”, referiu.

A lista de convocados do Vitória de Setúbal não foi divulgada, mas é certo de que o defesa Mano (castigado), o guarda-redes Milton Raphael e o avançado Alex Freitas (ambos lesionados) e o defesa Nuno Pinto (interrompeu carreira devido a doença) ficam de fora no duelo com os transmontanos.

O Vitória de Setúbal, 12.º classificado, com 17 pontos, enfrenta o Desportivo de Chaves, último colocado, com oito, no domingo, às 15h00, no Estádio do Bonfim, em Setúbal, para a 16.ª jornada da I Liga.