Várias manifestações de mulheres “coletes amarelos” decorreram este domingo sem incidentes em diferentes cidades francesas, um dia depois de 50 mil “coletes amarelos” terem saído à rua e do registo de vários incidentes.

Em Paris, centenas de mulheres reuniram-se na praça da Bastilha e marcharam até à praça da Ópera, onde ao início da tarde se mantinha um forte dispositivo de segurança, com mais de uma dezena de viaturas policiais.

Outras marchas semelhantes registaram-se em Toulouse (sul), com 300 participantes, Caen (norte), Saint Nazaire à La Rochelle (oeste).

Algumas mulheres estavam acompanhadas de crianças para mostrar que na origem do protesto está a incerteza pelo futuro, além de insistirem em desmentir a associação que se tem feito entre violência e “coletes amarelos”.

Macron fala de “extrema violência” após invasões a vários ministérios em Paris pelos coletes amarelos. Manifestantes atingem número recorde

No oitavo sábado consecutivo de protestos e exigência de mudança de políticas foi registado um recorde de manifestantes — 50 mil pessoas — em toda a França, segundo os números do Ministério do Interior.

Foram registados incidentes em Paris, incluindo uma tentativa de entrada forçada no Ministério dos Assuntos Parlamentares, Bordéus, Toulouse e Ruão.