O país acordou pintado de branco depois de treze capitais de distrito terem ficado debaixo de um aviso meteorológico amarelo por causa do tempo frio. Os alertas já tinham sido emitidos às 18h de sábado pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) para os distritos de Braga, Vila Real, Bragança, Aveiro, Guarda, Santarém e Évora. Mas foram alargados esta manhã, às 10h06, para os distritos do Porto, Leiria, Santarém, Lisboa, Setúbal, Beja e Faro. Prevê-se uma “persistência de valores baixos da temperatura mínima” até à manhã de quarta-feira.

Tal como o Observador explicou na noite de sábado, os avisos meteorológicos para tempo frio são emitidos sempre que se esperam temperaturas mínimas mais baixas do que é normal durante um período de tempo igual ou superior a 48 horas. No sábado, o IPMA já tinha alertado que se esperavam temperaturas mínimas entre os -1ºC e os -3ºC em Braga, entre os -2ºC e os -3ºC em Vila Real, entre os -4ºC e os -7ºC em Bragança, entre o 1ºC e os 3ºC em Aveiro, entre os -3ºC e os -6ºC na Guarda; e entre os -1ºC e o 1ºC em Santarém e Évora.

Agora, o instituto de meteorologia acrescentou que as temperaturas mínimas também podem chegar aos entre 1ºC e -1ºC no Porto, Santarém e Beja; entre -1ºC e -3ºC em Leiria, entre 1ºC e 3ºC em Lisboa, entre -2ºC e 1ºC em Setúbal; e entre 1ºC e 4ºC em Faro.

Estes valores de temperaturas negativas já trouxeram paisagens cobertas de sincelo ao norte do país. O sincelo não é neve: é um fenómeno meteorológico que acontece quando as gotas de água em suspensão congelam ao entrar em contacto com a superfície e que normalmente ocorre quando as temperaturas ficam entre os -8ºC e os -2ºC. A página de Facebook Meteo Trás Os Montes tem partilhado ao longo da manhã fotografias captadas nos distritos de Vila Real e Bragança, onde o aviso amarelo de tempo frio já está em vigor desde as 18h de sábado e foi estendido até às 10h de quarta-feira — antes, o aviso só estava de pé até ao meio-dia de segunda-feira.